terça-feira, 2 de setembro de 2008

Documentário Ritmos da Cidade

Sob direcção dos maestros ingleses Tim Steiner, Sam Mason e Paul Griffiths, o projecto “Ritmos da cidade” ganhou vida na Casa da Música no Porto. Para tal, foram reunidos vários grupos, de idades e estilos completamente distintos, desde músicos da Orquestra nacional do Porto, grupos de Hip-hop, grupo de Famílias Reais da Casa da Música, uma tuna onde todos os elementos rondam a idade de setenta anos (Setentuna), o grupo de percussão Per’curtir e os formadores do curso de animação musical.
A missão, durante os dias de ensaio, consistia em fundir todas aquelas correntes numa peça única, numa obra musical que prestasse tributo à cidade do Porto e aos variados sons que a caracterizam. Juntam-se na sala 1, improvisam, escrevem, tocam, conhecem-se e fazem música.
Partilham vivências, culturas e preferências, num espírito de criação musical livre onde todos se entregam ao gosto de fazer música...
O resultado, a demonstração de que a linguagem musical não tem barreiras nem idades. Um vibrante espectáculo que encheu de energia a praça da casa da Música, oferecendo ao público uma orquestrada fusão de ritmos. E o Porto tem, de facto, um ritmo próprio.

Realização: Luís Margalhau
Produção: Serviço Educativo da Casa da Música
Duração: 37 minutos
@2007

video


Locais de Exibição:
- Feira do livro, Maiorca (2010)
- Festival de Outono Verride, Montemor-o-Velho (2009)
- Cinesul Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo "Bossas Musicais". (Brasil 2009)
- XVI Caminhos do Cinema Português (2009)
- Extrema’ doc 08 Festival de Cine Documental de Extremadura, (Espanha)
- Casa da Música (Setembro 2008)
- Tubo D'ensaio (Setembro 2008)
- Selecção Oficial da Competição Nacional do FICAP – Festival Int. de Cinema de Artes Performativas (2008)
- Avanca 08, Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia (Competição Documentário  Televisivo)

Prémios
Mensão Honrosa - FICAP 2008 Festival Internacional de Cinema de artes Performativas


segunda-feira, 1 de setembro de 2008

Documentário Os sons Também Falam

Este documentário acompanha durante quatro sessões um grupo de jovens portadores de Paralisia Cerebral que encontra na Casa da Música uma oportunidade única para provar que nunca fecham a porta a um desafio. Reunidos na sala Cyber, os participantes deste workshop puderam criar as suas próprias músicas. Para isso utilizaram o Hiperscore, um software que permite ao utilizador, compor sem exigir que este tenha conhecimentos musicais. É neste ambiente acolhedor e familiar que nascem as primeiras notas, os primeiros acordes da música com que se escrevem as suas vidas. Músicas com rosto e com esperança de que esta seja apenas a primeira de muitas oportunidadesPara mostrarem que são capazes. Basta que os outros acreditem. Sem batuta na mão, os doze utentes do Centro de Paralisia Cerebral do Porto, desenham no computador, as notas que reflectem um projecto em que os sons, mais do que as palavras, também falam.

video
Locais de Exibição:- Cinesul Festival Ibero-Americano de Cinema e Vídeo, (Brasil 2008)
- Extrema’ doc 07 Festival de Cine Documental de Extremadura, (Espanha 2007)
- 2ª Mostra de Curtas C:R:A:S (2007)
- Tubo d’ Ensaio, Figueira da Foz (2007)
- 34º Jornada Internacional de Cinema da Bahia (Brasil, 2007)
- Avanca 07, Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia, (Competição Documentário Televisivo)
- Casa da Música, 13 de Abril 2007

Realização: Luís Margalhau
Produção: Serviço Educativo da Casa da Música
Duração: 47 minutos

Prémios
Mención Especial Sección Oficial Transfrontera - Extrema’ doc 07 Festival de Cine Documental de Extremadura, Espanha


Documentário Lapsus Sonorus

João Ricardo de Barros Oliveira define-se como músico-escultor-sonoro e vive rodeado de materiais, que recolhe criteriosamente em lixeiras e contentores de lixo.
Faz do vulgar lixo a matéria prima para a sua arte, apartir de objectos considerados imprestáveis, constrói esculturas sonoras com as quais actua em palco, em performances e em workshops.
Nascido em Viana do Castelo, cedo partiu à descoberta de outros universos, mas foi em Berlim que se radicou e construiu a sua oficina sonora.
Sem manual de instruções passa uns sons em cima de outros e viaja e é uma viagem bem tranquila.


Locais de Exibição:
- Bienal Arte Arquitectura Design, Viana do Castelo (2010) # "Exibição durante a exposição"
- 5ª edição Mostra de Filmes Documentários Imagens sobre Música, Fonoteca Municipal Lisboa (2009)
Centro Cultural de Ilhavo, Ilhavo (2009) # "Exibição durante a exposição"
- Escola Secundária Henrique Medina, Esposende (2009)
- Selecção Oficial da Competição Nacional do FICAP – Festival Internacional de Cinema de Artes Performativas (2008) "Prémio de Biografia"
- 6º Encontro de Teatro Ibérico, Évora “ Extensão do FICAP” (2008)
- adição + 1ª Mostra de Artes de Palco das Caldas da Rainha (2008)
- Exposição Intervenção Sonora, Resioeste Cadaval (2007) # "Exibição durante a exposição"- Casa da Música Porto, de Janeiro a Março de 2007.
- 1ª Mostra de Curtas C:R:A:S. (2006)
- Tubo Densaio, Figueira da Foz (2006)
- Festival de Outono, Berride, Montemor – o – Velho (2006)
- Cineport II (2006 Lagos)
...........................................................................................
Realização: Luís Margalhau
Produção: 100imagens Produções Audiovisuais
Duração: 32 minutos
@: 2005

Documentário O Sal da Terra e do Mar



“O Sal da Terra e do Mar” celebra aquela que foi uma das mais importantes actividades económicas da Figueira da Foz. Este filme lança um olhar reflexivo sobre um contexto económico, social e cultural que tem sido alvo de profundas transformações.
Este documentário visa utilizar os olhos e a voz daqueles que protagonizam e continuam a dar vida à comunidade de salicultura da Figueira da Foz. O documentário mostra a dedicação destes homens e o sacrifício das suas vidas, abordando o passado e o presente de uma vida dedicada ao sal.


Locais de Exibição:
- Cine H2O 1º Festival Ibérico de Imagens sobre temas de água, Mirandela (2009)
- II Mostra internacional de cinema ambiental MIDCAM (2006 Brasil)
- Panorama (2005)
- Cine Eco (2004)
- Centro Cultural de Lavos Fig da Foz (2004)


Ver Trailer:

Realização: Luís Margalhau
Produção: 100imagens Produções Audiovisuais
Duração: 26 minutos
@ 2004

Vídeo Postal Desocultar

Vídeo Postal sobre uma viagem à Guiné Bissau, em que nos mostra imagens em movimento de Bissau, assim como o trabalho artesanal praticado em algumas aldeias, as suas tradições e alguns rituais que vêm acompanhando esta povo ao longo da sua História.


Locais de Exibição:
- Caminhos do Cinema Português (2004)
- 3ª Imagens Lusófonas (2004)
- 2ª Bienal de arte e Cultura Popular de S. Tomé e Príncipe (2004)
- Imagens Lusófonas, Cabo Verde

quinta-feira, 28 de agosto de 2008

Documentáro Peixe Miúdo


Este documentário lança um olhar reflexivo sobre um contexto económico, social e cultural, que tem sido alvo de transformação nas últimas duas décadas.

A comunidade piscatória do Estuário do Baixo Mondego, situada entre os concelhos da Figueira da Foz e Montemor-o-Velho.




Realização: Luís Margalhau
Produção: 100imagens Produções Audiovisuais
Duração: 16 minutos
@2002
video

Locais de Exibição:
- Feira do livro, Maiorca (2010)
-II Folck na Boiça, Figueira da Foz (2010)
- Cine H2O 1º Fest. Ibérico de Imagens sobre temas de água, Mirandela (2009)
- Tubo D'ensaio, Figueira da Foz, (2007)
- RTP2, (2003)
- Caminhos do Cinema Português (2003)
- Festival Internacional de Cinema da Figueira da Foz (2002)
- Cine Eco (2002),
- Ambiente 2002

Prémios
Mensão Honrosa - Ambiente 2002 Portalegre 

quarta-feira, 30 de julho de 2008

Documentário

... As pequenas ideias se as ouvirmos com atenção podemos descobrir que algumas surgem á flor da pele, mas que outras rebentam num lugar mais profundo...

100imagens

Tudo poderia ser a preto e branco que as imagens essa continuariam a chegar...
...As imagens fixam a história, os actos e exprimem sentimentos...